Fraturas Zigomáticas

IMAGENS

Características Gerais

2 tipos: fraturas do arco zigomático e fraturas complexas (afeta as conexões frontais e temporais do osso zigomático);

As fraturas bilaterais estão associadas às fraturas Le Fort II e III;

Se o arco fratura-se no centro produz um deslocamento medial em forma de V;

Fratura na articulação com processo zigomático da maxila Þ deslocamento medial e extremo anterior do osso zigomático;

Quando o osso zigomático desloca-se medialmente à parede do seio maxilar se produz uma hemorragia resultante que inunda o espaço deste seio. Quando o sangue é drenado pelo orifício central ocorre epistaxe;

Quando o côndilo é deslocado medialmente pode impedir o deslocamento do processo coronóide e o paciente não abre a boca;

Se osso zigomático se desloca posteriormente Þ perda de sustentação da órbita e se produz diplopia.

Características Clínicas

Palpação - aplanamentos na região de arco zigomático, sutura zigomático-frontal e defeitos ao longo do rebordo infraorbitário;

Algumas das fraturas não se podem detectar após 1 hora devido ao edema, que permanece por 1 semana;

Comumente: equimose periorbitária e hemorragias esclerais (ao nível do canto externo do olho);

Epistaxe unilateral (durante breve período após acidente);

Pode haver anestesia ou parestesia na região zigomática e alteração do nível do olho;

Pode ocorrer ainda diplopia e limitação do movimento mandibular, pois o osso zigomático se choca com processo coronóide.

Características Radiográficas

Podem ser evidenciadas linhas de fratura ao nível da sutura zigomático-frontal, luxação entre a asa maior do esfenóide e osso zigomático e 1 cm por trás da sutura zigomático-temporal;

Pode haver deslocamento do osso ao nível da sutura zigomático-maxilar, medialmente a esta linha de união ao nível do osso fino que forma a parede lateral do seio;

Nebulosidade do seio maxilar devido a sangramento;

Projeção de Waters: proporciona visão de todo o seio e osso zigomático;

Projeção submentovértex permite visão adequada do arco zigomático;

Tomografia computadorizada.

Tratamento

Quando não há deformidade estética muitas vezes não necessita nenhum tratamento;

Redução da fratura pode ser intra ou extrabucal. Nos 5 primeiros dias pode-se reduzir a fratura sem fixação;

Com mais de 5 dias pode-se reduzir os fragmentos mas estes não permanecem no sítio;

Na demora do tratamento pode-se precisar de uma fixação do zigomático através de tração elástica do mesmo;

No caso de demora de vários meses, renuncia-se ao tratamento e o objetivo é restabelecer o aspecto funcional.